English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Precisa de um milagre? - (Parte 1)

Fala pessoal, belezinha?

Tem alguns dias que tenho pensando na relato bíblico de Lázaro e fico admirado em pensar, no quanto a leitura da Bíblia é preciosa, seja para analisarmos nossa própria vida, escolhas e até diversas situações que passamos.

Bem ... para quem não conhece o relato, segue um pequeno resumo:

Na cidade de Betânia um acontecimento reúne dezenas de pessoas. Lázaro, irmão de Marta e Maria, após dias de sofrimento, morre.

Um mal repentino acometeu o amigo amado de Jesus em um momento em que Este estava a três quilômetros de distância ... na cidade de Jerusalém.

Dias antes, tão logo as irmãs de Lázaro perceberam a gravidade do estado de saúde do irmão, enviam um mensageiro até Jesus. Marta e Maria acreditam que Jesus virá correndo para salvar Lázaro da morte. 

Até consigo imaginar as irmãs dele se revezando nas idas e vindas à porta, olham para o caminho, na esperança de saudarem Jesus e festejarem a cura de Lázaro. Acredito que nem deviam dormir a noite, somente orando para que Jesus chegasse a tempo - o que não aconteceu.

Ficam frustradas ... 

Teria Jesus esquecido? Abandonado os amigos?

A vontade de Marta e Maria é de que Jesus esteja em Betânia, a dos discípulos, de que Jesus não saia de Jerusalém, porque os judeus procuravam matá-lo. 

Eis a questão ... discípulos amedrontados, amigos desolados, e Jesus convicto da direção de Deus. Desse modo, mesmo após receber o aviso da doença de Lázaro, Jesus permanece ainda por dois dias em Jerusalém.

O mais interessante é que mesmo distante, Jesus sente quando Lázaro dá seu último suspiro, quando diz a seus discípulos: "Lázaro, nosso amigo, foi descansar, mas eu viajo para lá para o despertar do sono.” (João 11:11) Mas, embora fossem testemunhas de vários milagres de ressurreição, os discípulos de Jesus não entenderam a declaração de Jesus, sobre o sono de Lázaro: “Então Jesus disse-lhes mais francamente: “Lázaro morreu, e eu me alegro por causa de vós que não estava lá, a fim de que acrediteis. Mas, vamos ter com ele.” (João 11:14, 15)

Chegando em Betânia, Jesus ouve muito lamento e choro ... o que o deixa aflito. E eis que acontece o inevitável: Jesus entregasse ao choro. (João 11:35)

Particularmente sempre imaginei Jesus chorando silenciosamente, quase discretamente ... seu olhar fixo no túmulo de Lázaro, sua face e seus lábios imóveis. Mas não! Jesus chorou alto. Tanto é que todos ouviram a voz de Jesus em seu choro profundo. (versículo 36)

Logo em seguida, Jesus vai ao túmulo de Lázaro, (na verdade uma caverna com uma grande pedra encostada na entrada) Ele pede que a removam e Marta o alerta para o esperado estado de decomposição natural do corpo, pois já se haviam passado 4 dias de sua morte. (v 39) 

Jesus entende os motivos, mas insiste no pedido anterior. Logo após a grande pedra ser removida, Jesus faz uma breve oração a seu Pai e em seguida clama com alta voz: 

- "Lázaro, vem para fora!"

E o mais improvável para a maioria das pessoas naquele momento acontece ... Lázaro, o homem que estava morto todo aquele tempo ... realmente saiu para fora, ainda que parcialmente enfaixado, assim como seu rosto que estava enrolado num pano. Ele estava vivo novamente!

De fato, um milagre que impressionou não somente muitos na época, como muitos outros que leem este relato.

Sem dúvida alguma, a passagem bíblica de João 11 é rica em lições. Tantas que renderiam um livro, mas quero me ater ao fato de Jesus ressuscitar Lázaro e no que isto me estimulou a escrever este e o próximo post.

Aguardem a conclusão ...

Um comentário:

Fillipe Mak disse...

Nossa.
Mt bonito a forma como vc explanou até agora.
É um relato já conhecido, mas poucas vezes paramos pra meditar nele e nas emoções sentidas pelos presentes ali.
EStou ansioso aguardando a conclusão.