English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

domingo, 21 de junho de 2015

O que importa para você?!

Fala pessoal, belezinha?!

Mês que vem, este blog completa 07 anos de existência. Admito que deveria postar mais frequentemente, no entanto, minha vida tem passado por diversas mudanças, mas é uma fase e como toda fase, ela logo passa e terei mais tempo disponível para me dedicar ao que amo.

Agradeço suas constantes visitas, sim, agradeço a você que está do outro lado do mundo, muito provavelmente num país que amaria conhecer, mas que consegue parar num momento da sua correria diária para verificar minhas postagens.

É lógico que gostaria de receber vossos comentários, mas sei também que a vida não é um placar, isto em todos os sentidos.

Saiba que o importante não é quantas pessoas telefonam para você, nem com quem você saiu ou está saindo. Também não importa se você nunca namorou ninguém. 

O importante não é quem você beijou, que menino ou menina gosta de você. O importante não são seus sapatos, nem seus cabelos, nem a cor da sua pele, nem onde você mora. 

Na vida nada disso é importante ...

O importante na vida é quem você ama e quem você fere. É como você se sente em relação a você mesmo. É confiança, felicidade e compaixão. É ficar do lado de amigos e substituir o ódio pelo amor. 

O importante na vida é evitar a inveja, não querer o mal dos outros, superar a ignorância e construir a confiança. É o que você diz e o significado de suas palavras. É gostar das pessoas pelo o que elas são e não pelo que têm. 

Acima de tudo, é escolher usar a sua vida para tocar a vida de outra pessoa de um jeito que a fará mais feliz. 

O importante na vida são as escolhas, e nesse momento eu escolhi escrever para vocês para agradecer sua companhia em minha caminhada através deste blog.

domingo, 14 de junho de 2015

Efeitos colaterais ... pragmatismo!

Fala pessoal, belezinha?!

De repente tudo vai ficando tão simples que assusta. A gente vai perdendo as necessidades, vai reduzindo a bagagem.

As opiniões dos outros, são realmente dos outros, e mesmo que sejam sobre nós, não tem importância.

Vamos abrindo mão das certezas, pois já não temos certeza de nada. E, isso não faz a menor falta.

Paramos de julgar, pois já não existe certo ou errado e sim a vida que cada um escolheu experimentar.

Por fim entendemos que tudo que importa é ter paz e sossego, é viver sem medo, é fazer o que alegra o coração naquele momento e só.

Eu permito a todos serem como quiserem, e a mim como devo ser.