English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Sobre o tempo ...

Fala Pessoal, belezinha?

Uma das dificuldades dos tempos em que vivemos é o de não se ter paciência. Gostamos de tudo muito rápido - na hora. Vivemos o tempo do instantâneo e de fato, não gostamos de esperar.


Esperar incomoda, inquieta e impacienta! Principalmente se estamos sofrendo algum tipo de pressão, injustiça ou incompreensão. Se estivermos sofrendo algum tipo de desgaste, queremos resolver logo, rapidamente.


Nesses momentos quase sempre nos esquecemos das lições que o tempo já tentou nos ensinar, de que é preciso ter paciência, pois como diz o adágio popular: “não há mal que sempre dure”. Salomão, o escritor de Eclesiastes diz também que: “para tudo há um tempo determinado.”

Sábio é quem adquire a experiência com as lições do tempo.


Saber esperar não é se acomodar às circunstâncias; é antes aguardar o momento certo de agir. Talvez você já viveu ou está vivendo o tempo onde faz o melhor que pode, com muita motivação e as melhores intenções, mas não é reconhecido nem valorizado. E quem deveria ver e valorizar não vê e se vê não valoriza. Às vezes, outro que não faz por merecer é visto, valorizado e colocado numa posição de destaque.


Nesses momentos o impaciente se sente injustiçado – e, é.


Porém, eis o segredo de tudo: É nesta hora que se deve continuar fazendo o seu melhor e ainda mais intensamente, pois conforme diz Eclesiastes: “há tempo para nascer e tempo para morrer; tempo para plantar e tempo para desarraigar o que se plantou; tempo para matar e tempo para curar; tempo para derrocar e tempo para construir; tempo para chorar e tempo para rir; tempo para lamentar e tempo para saltitar; tempo para lançar fora pedras e tempo para reunir pedras; tempo para abraçar e tempo para manter-se longe dos abraços; tempo para procurar e tempo para dar por perdido; tempo para guardar e tempo para lançar fora; tempo para rasgar e tempo para costurar; tempo para ficar quieto e tempo para falar; tempo para amar e tempo para odiar; tempo para guerra e tempo para paz”. (Eclesiastes 3)


Ou seja, tudo tem seu tempo e isso exige de nós mais calma e paciência! Vai Passar, tudo passa!


O problema da natureza humana é obter este domínio. Ela não suporta esperar; principalmente se essa espera é na dor, por qualquer que seja a causa. Nestes tempos, os segundos parecem eternos. O tempo parece parar.


Observe: parece!


A essa altura já podemos nos indagar. Qual é o meu tempo atual? É o de saltar de alegria? Se for, curta-o alegremente, intensamente e sem culpa; da melhor maneira possível. Se não for; aguarde um pouco mais e não desanime, pois sua hora vai chegar.


Enquanto isto aprenda com o tempo, com a experiência e pacientemente. Pois nada acontece por acaso, espere o sinal verde de Deus, pois como diz o filósofo: o tempo não para!

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Filipenses

" Eu sei, deveras, estar reduzido [em provisões], sei, deveras, ter abundância. Em tudo e em todas as circunstâncias aprendi o segredo tanto de estar suprido como de ter fome, tanto de ter abundância como de sofrer carência."

Filipenses 4:12

domingo, 9 de janeiro de 2011

Final de Férias ...

Fala Pessoal, belezinha?
Amanhã volto ao trabalho depois de 20 dias de férias ... é acabou!
Preciso dizer que não foram as melhores férias da minha vida, mas valeu!
Saí no dia 20/12 e no dia 21 minha primogênita ficou doente, foi virose, rinite, sinusite, bronquite, tudo "ite" que ela teve. Melhorou no dia 26!
Mas no mesmo dia 26, foi a vez de minha caçula ser agraciada com tudo o que a irmã tinha, além de uma terrível febre que não a abandonava. Melhorou no dia 31/12!
Pensa que acaba por aê, magiiina!
Eu no dia 01/01/2011, na sequencia fiquei afônico e não conseguia falar coisa alguma pronunciável, foi péssimo e só melhorei de verdade lá pelo dia 05/01!
Neste intermédio, minha esposa também ficou gripada e ganhou de bônus uma conjuntivite e melhorou no dia 04/01!
Tá fazendo as contas dos meus 20 dias de férias? Maravilha né? É nada!
Para compensar, no dia 03/01 descemos para o litoral norte de São Paulo e a casa valeu cada centavo. Realmente tostei e já estou descascando, mas foram dias incríveis e já sinto falta . . .
Não consigo descrever a reação de minha caçula quando viu o mar pela primeira vez, até me emociono. Retornamos do litoral ontem mais leves, apesar dos pesares!
E amanhã recomeço a loucura do dia a dia.
Vamos ver o que tem reservado para mim . . .
Um bom recomeço pra você também!
FUI!

sábado, 1 de janeiro de 2011

O Tempo

O tempo passa rápido não é verdade? Parece que foi ontem que eu fiz 15 anos e já se passaram 22 que isso aconteceu. Os medos e as incertezas de um jovem adolescente, assim como também as esperanças e sonhos que viriam no futuro. Ter que estudar com a responsabilidade de não perder o ano letivo, depois ter que trabalhar para poder comprar aquele tênis legal que todo mundo usava no colégio.

É ... o tempo passa!

Depois com a carga de responsabilidade crescendo, vamos modificando nossas prioridades e com elas nossos sonhos. O tempo nos "empurra" para coisas óbvias: nascemos, crescemos, estudamos, trabalhamos, encontramos alguém muito especial e formamos nossa família. Não foi diferente comigo. Setembro deste ano, farão 17 anos que minha esposa, na época minha amiga, disse sim à meu pedido de namoro.

E o tempo não pára! Noivamos, casamos e tivemos nossas lindas princesas. A primogênita hoje com quase 8 anos e a caçulinha com 4.

É ... o espelho não é o mesmo!

O reflexo ainda agrada, mas está diferente; afinal já não tenho 15 anos. O engraçado disso tudo é que quando temos essa idade, queremos ser mais velhos e mais donos de nossos narizes. Males da "aborrecência!”. E quanto mais velhos, queremos ser mais jovens, vai entender!

Mas, sermos "mais experientes" nos dá mais tranquilidade na resolução das situações; pensamos mais e não agimos tanto por impulso. O importante no final das contas é saber usar o tempo que temos e com bastante perspicácia, tendo em vista que o "agora" vem e vai com a mesma velocidade.

Aproveitar as pequenas coisas é o segredo. Seja ter a oportunidade de ver um pôr-do-sol, o sorriso de um bebê, a bagunça que seu cachorro faz quando vê você. Parar uns minutos para brincar de casinha com suas filhas (hehe), de futebol ou videogame com seus meninos.

Ah ... não sou tão velho assim, mas nesse assunto muitos já estão escolados. O tempo que temos é o mesmo de 10, 20, 50 anos atrás, mas a maneira em que o usamos atualmente é a grande questão. Muitas vezes nos enfunamos dentro do trabalho a ponto de esquecermos quem somos como pessoas. Perdemos tempo demais querendo debater, brigar, impor, sendo que as coisas mais gostosas do mundo são as mais simples.

Consegue respirar sozinho agora? Sinta-se privilegiado! Muitas pessoas não conseguem essa proeza. Consegue ler estas linhas? Agradeça o empenho de seus pais ou responsáveis, por dar-lhe a oportunidade de estudar e a Deus por enxergar.

As coisas acontecem numa velocidade tão maluca, que quando vamos perceber a festa acaba, sem antes mesmo de tirarmos alguém pra dançar. Ou de tomarmos aquele delicioso champagne ou comermos aquela fatia suculenta de bolo. Sendo assim, aproveite com carinho o precioso privilégio que tem: viver!

Mas jamais esqueça de agradecer cada segundo de tempo que você tem de vida, pois nosso Criador merece isso!

Tudo novo de novo!

Mais um ano se inicia e com ele novos projetos, alvos e novas estórias.
Vamos então a ele,
tomemos conta de seus segundos, minutos, horas, semanas e meses.
Vamos em frente ...
superando obstáculos e barreiras,
mas nunca deixando de seguir adiante.
André Souza