terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Arrisque-se

Fala pessoal, belezinha?

Muitas vezes esquecemos que precisamos nos arriscar para que a vida aconteça. Aquilo a que nos arriscamos é sempre um ensinamento, mas não podemos fazer nada por aquilo que nem tentamos.

Desde antes do nosso nascimento tudo já era um risco. Nossos pais arriscaram ficar juntos sem saber se ia dar certo. Quando decidiram ter um filho, foi um risco. Em qual escola iria colocar esse filho, outro risco. E assim foi sempre e continuará sendo. 

Sempre que pensamos em fazer alguma coisa pensamos em todos os riscos, mas porque pensar tanto se um dia tudo acaba e passa? A vida é uma troca de experiências onde tudo é incerto e nada tem garantia. 

Nunca sabemos quando o sol brilhará ou se esconderá atrás das nuvens. Sair de casa de manhã é uma tentativa de mais um dia. Começar um relacionamento é a tentativa de ser feliz ao lado de quem se ama. Morar junto com esse alguém é outra tentativa de uma vida conjugal de sucesso. Percebeu que voltamos ao início? 

Que círculo vicioso é esse, vulgarmente conhecido como vida? O qual não tem explicação para tudo e temos a certeza de que nunca vamos ter?

Sinceramente, me acho tão maduro para tantas coisas, mas têm outras que penso: “Meu Deus, eu sou só uma criança, porque sou tão bombardeado com tantas responsabilidades e cobranças? Depois de me perguntar tantas coisas chego a conclusão:“Tenho que arriscar!”

Uma vez li um texto de uma pessoa que falava sobre o nosso coração onde as cicatrizes eram marcas da vida, os buracos eram pedaços que tínhamos dados para outras pessoas e não recebemos de volta e os buracos tampados, o que tampava era um pedaço do coração de outra pessoa.

É, a vida é assim ... entregar seu coração para alguém sem ter certeza do retorno, é um risco. Mais uma tentativa mal sucedia que é vista como um queda. No entanto, a queda antecede o levantar. E o levantar antecede o seguir em frente e arriscar mais uma vez!

Um comentário:

SDaVeiga disse...

Já diz o ditado: "Quem não arrisca, não petisca"!

Que a vida te traga sempre grandes recompensas nos teus riscos, Sal!

Tudo de bom,
Sónia