English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

A Evolução do Ensino.

Semana passada comprei um produto que custou R$ 1,58. Dei à balconista R$ 2,00 e peguei na minha bolsa 8 centavos, para evitar receber ainda mais moedas. A balconista pegou o dinheiro e ficou olhando para a máquina registradora, aparentemente sem saber o que fazer.

Tentei explicar que ela tinha que me dar 50 centavos de troco, mas ela não se convenceu e chamou ogerente para ajudá-la. Ficou com lágrimas nos olhos enquanto o gerente tentava explicar e ela aparentemente continuava sem entender. Por que estou contando isso? Porque me dei conta da evolução do ensino de matemática desde 1950, que foi assim:

1. Ensino de matemática em 1950:

Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é igual a 4/5 do preço de venda .Qual é o lucro?

2. Ensino de matemática em 1970:

Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é igual a 4/5 do preço de venda ou R$ 80,00.Qual é o lucro?

3. Ensino de matemática em 1980:

Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é R$ 80,00. Qual é o lucro?

4. Ensino de matemática em 1990:

Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é R$ 80,00. Escolha a resposta certa, que indica o lucro:( )R$ 20,00 ( )R$40,00 ( )R$60,00 ( )R$80,00 ( )R$100,00

5. Ensino de matemática em 2000:

Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é R$ 80,00. O lucro é de R$ 20,00. Está certo? ( )SIM ( ) NÃO

6. Ensino de matemática em 2007:

Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$100,00. O custo de produção é R$ 80,00. Se você souber ler coloque um X no R$ 20,00. ( )R$ 20,00 ( )R$40,00 ( )R$60,00 ( )R$80,00 ( )R$100,00

Imagina ainda onde iremos parar!

Um comentário:

Francisco Castro disse...

Caro amigo, aqui no Brasil mesmo com a crise financeira no mercado global em diversos segmentos não tem sido afetado. Um desses segmentos é o financiamento imobiliário, isso ocorre principalmente porque os maiores financiadores são os bancos públicos e neste momento o governo está dando incentivo para tais emprendimentos.
Assim, você deve apenas ter os cuidados de praxe, como verificar a idoneidade da construtora, as taxas de juros, o prazo do financiamento, etc. Se você está precisando agora, pode fazer isso sem medo. Mas, se for simplesmente para investimento será melhor verificar com mais atenção diversas questões, tais como: possibilidade de valorização do imóvel a curto prazo, as taxas de juros nas aplicações finaceiras, os juros que irá pagar no financiamento, etc. Se os juros que você irá pagar e a provável valorização do imóvel for menor do que os juros nas aplicações financeiras (que eu duvido) então será melhor você aplicar a entrada e as parcelas numa aplicação financeira. Caso contrário, pode realizar o seu financiamento sem problema.

Um abraço