terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Laura Pausini - Invece No

Perder alguém que se ama na morte é muito triste. Alguns ficam confusos, outros revoltados, ainda tem aqueles que se isolam e outros como Laura Pausini que fazem uma bela canção como esta, quando perdeu sua amada avó. Não preciso nem dizer nada, né! Sei bem o que foi perder minha querida avó. Tem uma parte na letra que fala sobre ter um Dezembro sem ela, me identifiquei muito também, pois Dona Tuta faleceu em Novembro e os primeiros meses depois disso foram muito complicados pra mim. Fica a dica de uma bela canção, feita certamente com a mais pura emoção e sentimento:

INVECE NO

Talvez bastasse respirar
Somente respirar, um pouco
Até recuperar cada batimento
E não olhar para o momento
De ir embora
Não vá embora!
Por que não pode ser um hábito
Dezembro sem você
Quem permanece aqui
Espera o impossível.

Mas não, não há
Mais tempo para explicar
Para perguntar se ... te dei amor
Estou aqui!
E tenho de dizer ainda, ainda
Porque ficam entre os dentes
As coisas mais importantes
Aquelas palavras que não usamos nunca
E faço um mergulho na dor
Para traçá-las e trazê-las aqui
Uma por uma aqui
As tuas sensações
Pesam e pousam
Pra sempre sobre nós
E se sinto sua falta
Não sei dizer ... e eu não posso te dizer mais
Mas não, Aqui choram memórias
E eu teria que fazer mais
Para admitir que já é tarde
Como eu gostaria de poder falar ainda, ainda!
Mas não não tenho mais tempo para explicar
E eu também tinha ... alguma esperança
À minha frente
Alguma coisa para acabar junto com você.
Talvez me basta respirar
Somente respirar, um pouco ...
Talvez seja tarde,
Mas talvez não.
(Eclesiastes 9:5,10 - João 5:28,29)

Um comentário:

Cristiano Cochi disse...

Quem permanece aqui
Espera o impossível.

Pura verdade... Como dói perder pessoas!